Posted domingo, 8 de maio de 2011 by Andréia
Olá pessoas!
Bom... meu aniversário é essa semana... dia 12... e geralmente nessa época "pré-aniversário", querendo ou não, a gente faz uma avaliação do que vivemos... às vezes do que não vivemos ("A vida inteira que podia ter sido e que não foi", como disse Manuel Bandeira)... Pois bem, estava eu relembrando o primeiro pé na bunda que levei (ain... que foi homérico... depois de dois anos de namoro!). Eu estava na cozinha da casa dele (ele morava com os pais) conversando com a mãe e com a irmã dele (conversando é eufemismo, tava me descabelando sem entender o que estava acontecendo). Eis que minha ex-futura sogra diz o seguinte:"Eu falei para ele que não entendo pq ele vai trocar uma Andréia de touro por outra!" Desafortunio dos desafortunios... a dita cuja se chamava Andréia e tinha o mesmo signo que eu! Oo
Na hora eu fiquei indignada... não existe Andréia de touro melhor que eu! kkkkkkk
Mas agora passado o tempo... passada a dor de cotovelo... agora que a vida me ensinou muitas coisas eu estava analisando o que minha ex-futura sogra me disse. Reflete bem a diferença entre duas gerações... a geração de nossos pais é mais prática... mais objetiva e mais feliz! Eles não ficam perdendo tempo analisando, pensando se aquela pessoa é a "certa" ou não. Eles simplesmente aceitam o outro do jeito que o outro é...
Pelo menos amorosamente eu percebo que as gerações mais velhas são mais felizes... affffff... a gente pensa demais... espera demais do outro... exige que o outro se transforme no que nós idealizamos. E aí reside o princípio de todos os problemas, todos os conflitos e quase todas as tristezas... Como cantou tão bem nosso saudoso Renato Russo: "Digam o que disserem/O mal do século é a solidão/ Cada um de nós imerso em sua própria arrogância/Esperando por um pouco de afeição"
Talvez se nós conseguíssemos aceitar o outro como ele é, sem tentar mudá-lo... (isso como regra geral... uma atitude de todos os seres humanos) sofreríamos bem menos. A energia que usamos tentando mudar o outro... gastaríamos amando-o!
A conclusão que eu tiro disso tudo é que as gerações mais antigas mesmo sem todo o conhecimento que a nosso possui é muito mais sábia e sabe levar a vida bem melhor!

5 comentários:

  1. Betty

    Amei, amiga!
    vc tem toda razão... vc como sempre surpreendendo, uma grande lição eu acabei de aprender!rss
    sucesso com o blog e na sua vida, vc merece!
    beijinhos

  1. Andréia

    Ai Betty... obrigada querida! Vc nem imagina o quanto o apoio de vcs me é importante! Beijokas!

  1. katia

    Andréia ,lindo como tudo que vc faz.Parabéns!!!Adorei ler .Beijos

  1. Andréia

    Obrigada, querida! Vc sempre tão especial comigo! Beijokas!

  1. Maria Oliveira

    Oie,vim conhecer seu Blog,amei e já estou super seguindo!
    Parabêns por seu cantinho e muito sucesso aqui!

    Te convido para conhecer meu Blog e se gostar e puder seguir também,será muito bem vinda,sinta-se em casa!

    Ah,tem sorteio por lá,participa? :)

    Beijinhos no core e Feliz Ano Novo para você e seus entes queridos,que Deus os abençoe grandiosamente!

    http://umamulherbemvestida.blogspot.com

Postar um comentário